Quintais Produtivos da Marambaia.

Durante os meses de Junho a Outubro de 2021 foi realizado no Quilombo da Ilha da Marambaia o projeto Quintais Produtivos, realizado pela Mandú Social em parceria com o Instituto Gaia Sustentável.

O QUILOMBO DA ILHA DA MARAMBAIA

O quilombo da ilha da Marambaia está localizado na Baía de Sepetiba, situado em uma área de preservação ambiental e portanto sua natureza deve permanecer intocada. Os quilombolas possuem lotes delimitados e podem fazer hortas dentro dos seus terrenos. Sua ocupação é perene e secular. Remonta os tempos da escravidão no Brasil, quando a ilha era utilizada para ‘engorda’ e ‘quarentena’ dos traficados trazidos de diversas regiões da África.

O projeto Quintais Produtivos da Marambaia contemplou 15 famílias com a implementação de hortas de espécies diversas de hortaliças, ervas aromáticas, plantas medicinais e árvores frutíferas.

As atividades aconteceram durante os meses de agosto, setembro e outubro, quando os quintais passaram pelas etapas de design, análise de solo, correção, adubação e plantio. Após algumas semanas foram realizadas visitas de manejo agroflorestal e oficinas sobre o controle de pragas.

A travessia pelo mar até a ilha nem sempre foi tranquila. Pegamos uma época de muita chuva e vento. Mas foi intensamente recompensador. Foi uma experiência incrível conhecer essa comunidade quilombola, que há séculos vem resistindo com muita vitalidade, preservando sua história e cultura. 

Um agradecimento especial à Mandu Social pelo convite! 

Viva o povo quilombola! Viva a Ilha da Marambaia!! 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: